Arquivo de artigos

DISPERSÃO - SAMUEL DA COSTA - ITAJAÍ/SC

Sagrem a vida Não chorem Não acendam velas Nem incensos Não me tragam inexatas flores Não orem... nem rezem Por mim Quando eu morrer   Dispersem  As minhas cinzas Para além do infinito  Quando eu morrer Por fim
Leia mais

ÁREA DE ANÚNCIOS

Nosso site dispõe de áreas específicas para anunciantes. Baixe nosso Kit de Mídia e aproveite os preços de lançamento desses espaços. Faça sua empresa ou evento aparecer para o mundo!
Leia mais

PACTO COM A FELICIDADE - BERNADÉTE SCHATZ COSTA - JOINVILLE/SC

Abri a janela para o novo ano... A luz da manhã irradia Clara e resplandescente Sobre as flores que desabrocham neste dia. Um dia comum como outro qualquer. Quero fazê-lo diferente, Quero sentir o ar puro da aurora. Quero ESTAR, quero SER! Quando as cores da natureza Enchem-nos os olhos, Quero SER...
Leia mais

KELY MINETO - SANTO ANDRÉ/SP

A você todo meu respeito e admiração A quem me ensinou tantas coisas e a principal delas A ter fé Tudo o que eu fizer a você é pouco diante da sua doçura de pessoa Onde passo tem o seu jeitinho Me lembro do seu cheiro, rizadas e ouço sua voz Mesmo hoje, quando pego em suas mãos e te abraço, NOSSA!...
Leia mais

NEGRA ROSA (SIBILINA PAIXÃO) - SAMUEL DA COSTA - ITAJAÍ/SC

Eu estava Apaixonando-me perdidamente Por ti  E lutando desesperadamente Contra esse sentimento Tão paradoxal Que vinha tomando... Conta da minha vida De forma tão abissal ***  Aí escuto a tua ignota voz Dizendo que me quer Que vai me amar Para todo...
Leia mais

ESCOLA - DIEINE CAROLINA - JOINVILLE/SC

As folhas soltas Do livro sujo de batom. Os panos jogados na areia, Os copos d'água a esperar. A flor dentro do chocolate. Elas - as folhas - voaram pela praia Sob o sol fresco. Os filhos sorriam e corriam, A alegria pela coragem, Esta, vencida sob tropeços.   Trecho do livro: REDE DAS LETRAS,...
Leia mais

QUANDO - GIOVANNA FIGUEIREDO MAGESTE - CONTAGEM/MG

Quando... 38 semanas são uma vida Quando soube que viria, ansiosa fiquei Meu coração se transformaria E nunca imaginaria o quão feliz eu seria. Quando soube que chegava, feliz demais eu fiquei Meu coração se enchia do sentimento mais nobre. Foi ali que sentimentos pobres deixei. Quando soube que...
Leia mais

ANA ELIZABETH SIMÕES - JOINVILLE/SC

Há versos no tempo, Há poesia no movimento Há cabelos ao vento Há desalento no amar Em qualquer instante  Esteja atento,  Há alheamento no sonhar. Há um assento em qualquer lugar. Há um lugar de bom senso Que se pode calar os ventos, Desabrochar argumentos, Da boca linda de falar. Haverá...
Leia mais