ONTEM A NOITE - SAMUEL DA COSTA - ITAJAÍ/SC

Ontem a noite

 Para Clarisse Costa

 

Hoje o sol brilha

Em uma hialina manhã de verão

Em um céu sem nuvens

***

Mas ontem à noite

Não pude parar de pensar

Na tua presença

Tão inconstante

Na minha vida

Pois tu vagas

No pensamento meu

E para além do infinito

***

Mas sinto

Que estás perdido

Na tua própria inexistência

Liquefeita

E eu nada posso fazer

Por ti

***

Ontem à noite

Pensei em nós dois

Na nova eviterna

Idas e vindas

***

Ontem

Quando o negro manto

Cobria o céu

E eu tinha as estrelas

E a lua

Como viés companheiras

Da minha dor

Não pude parar

De pensar

Na nossa solidão a dois