DISPERSÃO - SAMUEL DA COSTA - ITAJAÍ/SC

Sagrem a vida

Não chorem

Não acendam velas

Nem incensos

Não me tragam inexatas flores

Não orem... nem rezem

Por mim

Quando eu morrer

 

Dispersem 

As minhas cinzas

Para além do infinito 

Quando eu morrer

Por fim